Inteligência Artificial e os bancos

Karpos PAG - Inteligência artificial

Estamos vivendo uma nova tendência do mercado. A tecnologia já vinha impactando os negócios, mas com a chegada da pandemia, essa inovação impulsionou as empresas a utilizarem novos serviços diferenciados para a boa experiência de clientes. 

Isso já iria acontecer de qualquer forma, mas a pandemia acelerou ainda mais, e hoje acompanhamos os bancos  aumentarem a inteligência artificial (IA) em atividades online. Mas você sabe exatamente o porquê?

Vem conferir neste artigo! 

A inovação dos bancos com a Inteligência Artificial

Antes de mais nada, vamos entender o que é e como funciona a Inteligência Artificial (IA). Afinal, muitas pessoas ainda têm dúvidas quanto às suas funcionalidades. 

A Inteligência Artificial nada mais é do que um conjunto de capacidades cognitivas para realizar diversas tarefas, que simulem a capacidade humana de raciocinar, prever situações de emergência, tomar decisões e etc. 

Ela é constituída por duas premissas, o hardware e o software. Esses dois componentes trabalham com inúmeros algoritmos, e a inteligência artificial utiliza esses algoritmos para realizar tarefas complexas. 

Uma das inovações da Inteligência artificial aderidas pelos bancos é o chatbot. Uma ferramenta tecnológica capaz de prever situações e necessidades de clientes para atender suas demandas e expectativas de forma mais assertiva. 

De acordo com um estudo realizado pelo IBM Institute for Business Value, aponta que de mil empresas que usam assistentes virtuais de 6 meses a 4 anos, 94% delas recuperaram os investimentos feitos por meio dessa tecnologia. 

Para os bancos, o atendimento aos clientes por meio de “robôs” é uma solução viável para otimizar processos e deixar o atendimento humano para ocasiões mais importantes. 

Inteligência Artificial por reconhecimento de voz

Outro fator importante nas aplicações bancárias é o objetivo de tornar o manuseio de senhas e outros códigos de acesso tornarem obsoletos. E para que isso aconteça, outro exemplo, é o reconhecimento de voz no caixa eletrônico, no aplicativo do celular ou no internet banking.  

Na prática, basta conversar de forma natural com o dispositivo e as transações como transferências, pagamentos, saques entre outros, seja realizada de forma simples e instantânea. 

Personalizar serviços

Além disso, a tecnologia permite a solução de serviços personalizados, integrando ferramentas para captar e analisar dados de clientes. O objetivo das instituições bancárias é o relacionamento com o usuário. 

A inteligência artificial integrada com o analytics, por exemplo, é entender o comportamento do usuário: o que ele comprou ou não comprou, quais serviços ele contratou e em quais têm interesse. Tudo isso, abre caminhos alternativos para as instituições trabalharem de forma personalizada para conquistar esses clientes. 

Segurança e Fraudes

Ainda na solução da Inteligência artificial integrando com a ferramenta analytics. É possível identificar comportamentos anormais de usuários. 

Portanto, ao detectar um movimento suspeito de operação bancária em meios digitais, a facilidade em agir de forma antecipada para combater fraudes, é evidente. 

O uso da criptografia também é uma inovação utilizada pelos bancos para que o acesso às contas financeiras esteja ao dispor somente do próprio titular.