O impacto de um novo padrão

O que este conceito tão discutido nos dias de hoje quer dizer? A Karpos sempre em busca do novo para levar até você o melhor conteúdo.

Existe um padrão de comportamento habitual das pessoas, suas rotinas de tarefas e ações estabelecidas e internalizadas, que são realizadas diariamente como coisas do dia-a-dia, coisas comuns. Como exemplos citamos a ação de ir ao trabalhar, ir à escola ou faculdade, sair aos finais de semana em passeios com a família ou amigos, etc.

Dessa forma, as pessoas comungam dos mesmos hábitos, isso se torna um padrão, isso é o normal, o habitual, praticado pela grande massa.

Ao revés deste pensamento, o atual estado de pandemia, causado pela Covid-19, trouxe outro prisma para este padrão de vida, de forma generalizada e acentuada, todas as rotinas foram transformadas, literalmente, do dia para a noite. Ou  seja, surge uma ideia de novo normal.

Isso é uma proposta de um novo padrão, de mudança de hábitos e ações. A partir de então, temos transformações em diversas searas, principalmente, e talvez a mais afetada, a esfera do trabalho. Temos como exemplo uma modalidade de trabalho já existente há algum tempo, mas pouco utilizada, pouco habitual, de home office.

Trata-se, pois, da efetivação do trabalho de forma remota, realizado em casa, a partir da utilização de dispositivos de comunicação para videoconferências ou reuniões. Uma inovação? Não, simplesmente a utilização de uma ferramenta já existente e até mesmo regulamentada pela legislação vigente.

O que causou a utilização desta modalidade de trabalho? Sim, uma situação extraordinária, fora da curva, veio para trazer um possível novo normal para a esfera do trabalho, implicando novos hábitos e, consequentemente, um novo padrão.

Vale ainda destacar que diversas restrições foram causadas pela Covid-19. O confinamento coercitivo impactou a vida de muitas famílias, obrigando a conveniência familiar, o aumento do diálogo, o afastamento social, a necessidade de se reinventar como pessoa e como profissional.

O novo assusta?

Sim, e muito!

Temos que convir que tudo o que é novo implica em oscilações, acarretando insegurança e fragilidade emocional. Porém, sinto informar que não ostentamos outra possibilidade a não ser transpor tais obstáculos.

Com 06 meses de pandemia, a grande massa já se inseriu em novos hábitos, construindo seu novo normal sem se dar conta.

Somos seres pensantes, racionais, o novo é uma etapa triunfante a ser enfrentada. Não se assuste com o que vem por aí, daqui a alguns anos isso será visto como mais uma conquista que a humanidade carrega.